A origem do sapato bicolor #SuaCia

header-bicolor

Uma das precursoras da moda, Gabrielle Chanel, ressignificou a elegância e iniciou toda uma nova era fashion. Suas criações transparecem elegância e são ícones de moda até os dias de hoje, prova disso é o sapato bicolor. Que mais tarde conquistaria o gosto das estrelas, como Brigitte Bardot e Jane Fonda.

bicolor

A atriz Gina Lollobrigida rodeada por modelos da maison Chanel, usando conjuntos e sapatos bicolores da Chanel (1964, coleção de Alta Costura outono/Inverno) Foto: Philippe Garnier/ Elle-Scoop.

Criado em 1957, com o propósito de ser um sapato único que combinasse com tudo, foram chamados de “os novos sapatos de Cinderela”, pela mídia da época. A combinação de cores, bege e preto, não foi ao acaso: o bege é para alongar as pernas e o preto na ponta do sapato dá a impressão de pés menores.

chanel-lead

Em 2015, Karl Lagerfeld volta com o modelo bicolor nas passarelas.

Hoje em dia inspirações desse clássico podem ser vistos em versões de sapatilhas e até com materiais diferentes, cores e fivelas. Mas sem perder a essência do sapato bicolor.  

sapatilhas-bicolor-suacia

Referências
sapatilhas bico quadrado_8004-11144 | 8004-11147 | 8004-11210
sapatilhas bico redondo_8000-11272 | 8003-11263 | 8000-11180
sapatilha bico fino_8001-11211 | 8001-11274 | 8001-11240

Uma mulher com bons sapatos nunca está feia – Coco Chanel

Fonte: 1 e 2.

Leave a Reply